Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2009

o secreto caso do feijão

Tenho pena do feijão. No meu prato, ele quase sempre é colocado no cantinho ou ingerido com receio. Coitado veio para fazer o bem e eu o rejeitando dessa maneira. Eu não sou ruim por causa disso, juro. Deixe-me explicar. Almoçar é sempre uma dúvida emocional sempre que há feijão no meio. Eu gosto de feijão. Melhor, gosto de apenas alguns tipos de feijão. Quando criança já fui induzida a tomar caldo de feijão para curar anemia. Antes do almoço, lá vinha minha mãe, ou minha avó, ou alguém trazendo um copo de caldo de feijão. Era um dilema. Literalmente, eu colocava o caldo para dentro, não o tomava para não sentir o gosto. E com coisas desse tipo, cresci aprendendo que feijão deixa crianças fortes e cura anemia. Cresci e estudei biologia. Ai meu deus, o feijão é o cara! É rico em fibras, proteínas vegetais, possui ferro, cálcio, POTÁSSIO, fósforo...enfim, só não possui o elemento da vida eterna. Quando não me alimento direito pela manhã, o almoço é o meu ponto de refúgio. Penso: já não …

o chapéu gosta muito da karine!

Imagem
ISSO É UM PRESENTE! PARABÉÉÉÉNSS KARINEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE! Você é o ser humano de meio metro mais legal do 'nosso' local de estudo novo! A futura psicóloga mais lou...melhor ficar calada xP beijo e sinta-se amada por mim! (eeeita hauehe)

O que seria da poesia se todos descobrirem o que é amor?

Imagem
Eu não sei o que é amor. Já achei que fosse algo que se sentia quando se está com alguém, mas sinto tantas coisas longe de tantos alguéns. Já achei que fosse o contrário do ódio, mas não sei se já odiei alguém a ponto de amá-la. Meus ódios costumam passar ou serem esquecidos. Tive quase a certeza que o amor viria junto com aquele que me fizesse chorar de saudade, mas eu já chorei de saudade mesmo estando ao lado de alguém. Me senti sozinha abraçando alguém. Amor não é isso. Pensei que o amor fosse aparecer por acaso, mas o acaso perdeu o meu endereço. Faz um tempo, que antes de acaso chegar, eu preciso dizer nome, telefone, onde moro e quando o tempo ajuda, dizer o que vim fazer no mundo. Tive quase a certeza de que só se tem um amor na vida, porém aprendi que se tem quantos amores o coração suportar. Também, quis acreditar que a profecia do "que dure para sempre" só funciona com o primeiro amor que faz você ir dormir sorrindo, acordar pensando e passar o dia querendo. Mas, …

desejo inusitado

Imagem
Depois de um longo tempo, eu o encontrei. Foi inesperado, na hora do almoço.
Estava na fila do restaurante, quando o vi, encostado no vidro. Demonstrei minha euforia para quem estava ao meu lado. -É ele! É ele, está vendo? As pessoas sorriam e confirmavam com a cabeça. Apenas uma mulher respondeu algo: -Sim, é ele. Há tempos não o via. Há tempos, eu não o via, nem o tocava. Do gosto, pouco lembrava, acredito. Mas, da cor, da sua pele rosada, eu nunca me esqueci. Se você, um dia, o ver, nunca mais esquecerá aquilo que esconde o seu sabor exótico, seu líquido que queima e seu gosto que vicia. Eu o tomei. Não todo, como queria, mas o tomei um pouco com a vivacidade de uma vida inteira. Estava quente, mas ainda dava para sentir o frio do último gelo presente. Foi só minhas mãos o enlaçar, minha boca o prender para os calores se trocarem. Não ia durar muito. Já o peguei sabendo que o tempo ia, mais uma vez, acabar com tudo. O tempo, como já fez tantas outras vezes, iria nos separar por mais i…
Imagem
Borboletas voam por aqui e aqui eu tento voar meu vizinhos de alma me visitam no pensamento. borboletas tentam pousar em alguma flor eu tenho uma flor eu sou uma flor mas eu não gosto de borboletas e e não sei voar Borboletas não estão aqui por dentro Não as sinto Ponho a mão na barriga e só sinto minha respiração Indo e vindo Indo Seguro o ar lá dentro Que nem um amor proibido um coração bandido e um beijo perdido. Prender o ar mata? Não sei, o ar pediu pra sair E eu deixei. Podem ir, borboletas.
ela foi embora. foi embora de mim.
está pelo mundo em lugares que eu desconheço.
falando o que não posso escutar.
amando outras vidas
andando para longe. longe. longe. cadê?
ela foi embora e me deixou sem uma última palavra.
apenas com um tchau apressado e triste.
ela ficou triste quando disse o último tchau da noite.
eu senti mas nada fiz.
deixei o telefone desligar
deixei o tempo passar
deixei-a
ela me deixou.
foi embora de mim.


o ela sou eu
eu fiz isso

"Para os que viajam, as estrelas são guias..."

Imagem
Bem que eu poderia ter um avião ou qualquer coisa que voasse. Se tivesse, voaria para São Paulo encontrar um príncipe agorinha. Um príncipe que me encanta desde o dia que eu o vi pela primeira vez. Desde o dia que eu o achei perdido entre tantos outros personagens. Desde a vez, que mexendo nos livros da minha vó, achei O pequeno príncipe que foi, é, da minha mãe.
A capa dele está machucada, com uma rachadura em formato de meio círculo. Está amarela, com a saúde fragilizada. Mas cuido dele, como se fosse o último do mundo. Nesse momento, ele está guardado bem no meio da minha pilha de livros, fugindo dos olhos que maltratam os livros. Quase sempre que dou uma passada em alguma livraria, o vejo na prateleira novinho. Com a capa branca, que até brilha na luz. Não tenho vontade de comprar, nem de roubar, de esconder na bolsa. Não que eu faça isso, mas quando me vejo em um lugar cheio de livros tenho a vontade de levar todos. Pena que minhas bolsas são pequenas e minhas blusas não escondem mu…

Tomar todas, até jeito

Imagem
É hoje que eu tomo jeito Vou por uma figa no braço Um pé de coelho na bolsa Semente de uva na carteira Trevo no cabelo Tudo isso antes de ir
Mas hoje, hoje eu tomo jeito Vou pra rua Perguntar como se chega na lua Vou ver almas nuas E pessoas cruas Vou ser tua Basta comigo ir
Hoje, decidi que hoje eu tomo jeito Tomar todas Vou sair de si Vou tomar amores Tomar tristezas Tomar alegrias E depois vou jogar tudo fora Como um filtro na garganta da alma E vai ficar apenas o que me possuir por inteira Para isso é só ir Ir comigo Ir além Ir, rir, partir, sair Só não leve o meu jeito Amanhã, quem sabe Vou tomar jeito mais uma vez
Amanhã, é amanha que eu tomo jeito.

Acordar no feriado, com a preguiça grudada no pijama A casa no silêncio e a vontade de sair correndo pelo mundo. Mas, ao invés disso, fico quieta assistindo um filme, maturando palavras e comendo os chocolates que estão no potinho de vidro colorido da cozinha.

beijo torto com cheiro de eucalipto

mais capítulos

Já são seis capítulos feitos.
Escreverei mais alguns capítulos e darei de presente para a Thayná, minha prima - essa mesmo que está nas fotos do chapéu.
Ela é maluca, tem uma imaginação imensamente enorme e ia adorar se a casa dos nossos avós tivesse mais um andar.



1. Os andares da casa

É uma casa chamada Mundo de três andares sem grades nas janelas. Eu a chamo de Mundo pelo fato de ela ser muito grande e ter esconderijos preciosos e escuros descobertos nas minhas expedições vestido de pirata. No primeiro mora um velho simpático com um cabelo marrom com branco que toca violão, flauta e alguma coisa que eu não sei o nome toda noite. Moro no segundo andar com minha mãe, meu pai e uma irmão estranho. Costumam me achar estranho, mas eu não sou; ele quem é. Bem, o terceiro andar há muito não é habitado por alguém, que eu saiba. A casa é antiga; tem aparência de coisa que é guardada dentro de uma caixa e a cor desbotou. As paredes são de um azul desbotado e sujo e as portas e as janelas tem …