no meu querer de agora


Se os meus 'eus' não estão gostando de mim
As roupas mudarão
Os cabelos mudarão
As comidas mudarão
As músicas, os filmes, os livros mudarão
Mas os meus 'eus' não mudarão
Ficarão apenas gostando
Gostando apenas de mim

Se meu lado sizudo amolecer
Se meu olhar 'descegar' do provavél que vê
Se minha fala se abrir pros ouvidos do mundo
Se meu olfato se livrar do imundo
Se meu coração perder o ritmo
Se o descompasso descontínuo me atingir
 Se eu fechar os olhos e me permitir
Eu mudarei
O eu de agora
O eu de hoje

O eu de amanhã

O eu do nada

Nada.

-isabellecristhinne

Comentários

Aline V. Melo disse…
Lindoooo, ameiiii!!!

Podemos mudar a nós mesmos assim que desejarmos... nem sempre será fácil, mas precisa querer!

=)

Beijão

Postagens mais visitadas deste blog

tereza, não ames!

há de se ter um jeito

Carta para o meu avô