"Qualquer caminho é apenas um caminho e não constitui insulto algum - para si mesmo ou para os outros - abandoná-lo quando assim ordena o coração (...). Olhe o caminho com cuidado e atenção. Tente-o tanto quanto julgar necessário. Então, faça a si mesmo, e apenas a si mesmo, uma pergunta: possui este caminho um coração? Em caso afirmativo, o caminho é bom. Caso contrário, este caminho não possui importância alguma."

 (Carlos Castaneda ~ Ensinamentos de D. Juan)
 
 

Comentários

GrandeR@O disse…
eu podia fazer um comentario enorme a respeito do post. Mas vou dizer apenas, obrigado, na minha atual situação, essas palavras couberam bem

há braços psicodelicos
Cau. disse…
Lindo fragmento. Bom para ler antes de tomar um dura decisão na vida. :)
Rapaz fazia tempo que não vinha aqui ó.

bom rever-te, mesmo que em palavras.

xerim no oi.

Postagens mais visitadas deste blog

Carta para o meu avô

tereza, não ames!

há de se ter um jeito