é sempre a mesma estrela

quando quero o mundo pra mim
vou pra janela e vejo o céu
a noite me faz querer o mundo
saber que a estrela que vejo brilhar aqui
é a mesma que alguém com olhos de saudades
busca para aquetar o espírito
lá longe
do outro lado
é difícil de imaginar
mas é sempre a mesma estrela
muda a saudade
muda a vontade
muda o desejo
mas a minha vontade de querer o mundo
continua em mim
por mais que a noite acabe.

-isabelle cristhinne

Comentários

Caio Timbó disse…
Ai! Gostei me faz lembra centenas de coisas! muito bom


bjo!

Postagens mais visitadas deste blog

tereza, não ames!

há de se ter um jeito

Carta para o meu avô