depois da chuva...

O que eu faço quando não quero me molhar em um dia de chuva? Fico em casa, óbvio. Mas quando quero me molhar menos, uso um guarda chuva, uma capa ou espera a chuva passar. Você, provavelmente, faz isso também. Previne-se.
Se lhe perguntar quais os meses do próximo ano choverá, você saberá me responder, ou, pelo menos, preverá o período. Se você sabe disso, os responsáveis pelo escoamento da água da cidade também deve saber. A chuva é esperada, assim como os problemas causados por ela, caso não haja estruturas e condições adequadas de recebimento.
Aqui em Fortaleza, chove com frequência desde o começo do ano. No início, era festa. O calor amenizado, as ruas mais limpas, as árvores verdes e bonitas. Agora, depois que a chuva fez uma parte do seu show, o desespero supera a felicidade. Por quê? Quando está nublado, o calor é dobrado;os bueiros estão entupidos de lixo, o que justifica a suposta limpeza das ruas; as árvores estão caindo por causa das ventanias; as ruas alagadas resultam em trânsito lento, caminhos mais longos devido a interdição de ruas pela água, carros quebrados e os donos de oficinas ganhando dinheiro - é o que vê bem nas desgraças dos outros.
Muitos rios atingiram seu nível máximo de armazenamento. E isso não causa estrago apenas na estrutura de uma cidade, mas na vida das pessoas que lá moram. Se tudo isso é esperado, por que não se faz algo pra que os impactos na vida da população sejam amenizados? As chuvas são normais, se repetem sempre. Anormais são os níveis de ocorrência, que dependentes da natureza, tornam-se imprevísíveis. A meteriologia prevê muita coisa. O problema é que os meteriológicos são poucos para dar conta das causas e das consequências. O presidente, os governadores, os prefeitos, as populações das cidades, você, eu, somos todos responsáveis pelo bom funcionamento do lugar que moramos.
.
Dica de leitura:
.
-Oito ou oitenta
"É só o ano iniciar, que o Piauí vira matéria de noticiários nacionais. A causa? Chuva, muita chuva."

Comentários

Lili disse…
é a chuva acaba sendo mesmo um problema devido a falta de planejamento dos nossos queridos políticos...acabar com o lixo das ruas é questão de esclarecimento das pessoas...a maioria não está nem aí...mas será que se começarem a fazer campanhas dizendo que é o lixo das ruas o maior causador das inundações...será que o povo pelo menos não manera??? Flata conscientização!!!

beijinhossss
Welma de Assis disse…
Acredito que a falta de informação é uma das maiores barreiras para um bom desenvolvimento. É de extrema importância que se faça um trabalho tanto que conscientize a população quanto que dê condições a ela de pôr em prática o que foi aprendido, porque não adianta dizer para não jogar lixo nas ruas se nas próprias não há lixeiras disponíveis. Hoje mesmo ouvi meu pai dizer que a prefeitura só pode tapar um buraco depois que ele abre, então acho que essa é um boa hora para "tapar" o buraco da falta de informação na educação de muita gente!

:)
Anônimo disse…
O que eu faço quando não quero "SE" molhar em um dia de chuva?

mentira isso...
Bertonie disse…
Engraçado que isso é o básico, e nem o básico os políticos pensam em planejar a fazer...
Tudo culpa - nem tudo, bamos ser justos nessa parada aqui - da hipocrisia dessa nossa politiquinha rasteira que muito prega sobre honestidade, transparência e melhor qualidade de vida, sendo que eles não fazem nada pra cumprir seus ditos.
Chega a ser repugnante. É triste ver Fortaleza, Salvador, Natal, João Pessoa, São Luiz e tantas outras lindas cidades do Brasil nesse estado.


beigos mil.
Anônimo disse…
Caramba mais um anônimo aki:?
terei que planejar outro codinome.
Quem sabe...flor,Sr.M...
:p~
Quando olhei o texto,lembrei logo do domingo que vc me prometeu tomar banho de chuva!mas quando terminei a leitura notei que mais uma reclamação do que eu pensava...
"Calma jovem e animada menina,os dias de Sol vão chegar!"
abraço!

Postagens mais visitadas deste blog

tereza, não ames!

há de se ter um jeito

Carta para o meu avô