princípios relativos

Partindo do princípio que as coisas não se subordinam a um princípio absoluto, é de se concluir que as coisas são relativas. Einstein formulou uma teoria a qual dizia que o princípio de toda medição do espaço e do tempo é subjetiva. Uma coisa grande só é grande mesmo se observamos as condições o qual está inserido e os tamanho dos objetos que estão próximos? Então, nem toda palavra é aquilo que o dicionário diz. Um livro de 732 páginas é pequeno quando soma-se todas as páginas de uma biblioteca e faz-se um só livro. Um comida apimentada é menos apimentada que uma salada de pimentas. Quando se está com muito sono e só se pode dormir por alguns minutos, esses alguns minutos são maiores que uma manhã de feriado. Um copo d'água é pequeno quando colocado ao lado de uma garrafão de 20 litros. Mas um copo d'água é muito quando se está com muita sede, e nem precisa-se estar no deserto. O alívio que se sente quando se escova os dentes após uma semana é muito maior do que o alívio que se sente quando se escova os dentes para dormir toda noite. Uma visão com 15 graus de miopia é boa quando se compara com a visão de um cego. A audição de um cego é melhor que a audição de alguém que confia demais no que vê. Receber o carinho de um leão de estimação é mais doloroso do que ganhar um carinho de uma tartaruga. Mas se o leão é seu, o carinho dele é melhor do que o carinho da tartaruga do vizinho. Conhecer todo o planeta Terra é pouco quando lembra-se que existe outros planetas. Saber os nomes de algumas constelações é incrível quando se está ao lado de alguém que não sabe nenhuma. Mas sempre existe uma estrela escondida. Um conjunto de estrelas o qual ninguém nomeou e catalogou num livro de astronomia.

Tudo é muito relativo.

Dizer que sei de tudo é pouco quando descobre-se que saber o verdadeiro sentido das coisas é querer saber demais.

Comentários

Anônimo disse…
So sei que pouco sei
GrandeR@O disse…
Nossa, muito bom o texto. Exemplos originais e etc. Gostei
bjus
Moisés Loureiro disse…
Sonho parece verdade quando a gente esquece de acordar. *.*
;D
Bertonie disse…
Realmente, tudo é relativo.
E que bom, né?!
Como seria chato se o homem portasse o poder de conhecer a tudo e a todos. Como seria chato se a certeza reinasse nas civilizações e nenhuma dúvide ou incerteza atormentasse a cabeça de alguém. Ainda bem =D




beigos mil
Tiago P. disse…
\o/ Muito bom.

Um mundo onde todos sabem tudo nao tem a menor graça. Não haveria curiosidade, nem conversa, nem bate boca nos bares, nem alegri em descobrir algo obvio.
YullyAngel. disse…
Muito legal! adorei...
bjokas
Louis. disse…
arrasou, beliitaaa!! :~~)
A M E I
Caio Timbó disse…
Nossa muito om esses exemplos. Viajei totalmente na teoria da Eletro Dinâmica Quântica, mas isso me fez entender alguma coisa!

Bjo

Postagens mais visitadas deste blog

tereza, não ames!

há de se ter um jeito

Carta para o meu avô