sem búzios, cartas e bola de cristal

Enumerando os fatos, mulher precisa desse tal sexto sentido ou, para ser mais clara, capacidade de adivinhar desgraças e afins.
Mestruação. Considere-se uma mulher literalmente com sorte se o seu ciclo mestrual for organizado, começando e terminando em dias previstos. Se for um dessas mulheres, é de extrema importância que continue com a leitura. Calma, seu hormônios não irão desorganizar por isso. É apenas para conhecer como é a vida de mulheres com poderes mágicos de adivinhação mestrual. O mês começa com a certeza de que em algum dia algo sairá de nós. O ato de sair de dentro do corpo deveria ser algo confortante, que nos deixasse mais leve, mas não, nos deixa inchada e com dores que se estendem da cabeça aos joelhos (caso se os seus pés entre na sua lista, informe-me). Por mais desregulada que seja essa limpeza ovular, conseguimos nos guiar e prever o dia que isso vai acontecer. Disse, prever. Nada é certo nesse planeta vermelho. Previsão feita, o mês segue normal. Digamos que o esperado acontecerá dia 18. Mulheres que já passaram por situações sussurantes e que beiram a imploração emocional (ato de implorar com emoção explicita)do tipo "ei tem um absorvente pra me emprestar?" ou sair correndo atrás de comprar um, anda sempre com absorventes na bolsa. Se você é uma pessoa solidária e vive num ambiente cheio de mulheres, aconselho andar com um pacote. Se você for homem, vive num ambiente cheio de mulheres, quer impressionar uma, tiver sorte e estiver lendo isso, tenha um absorvente perto de você ou no mínimo conheça os diferentes tipos que existe. Caso presencie e perceba que a sua escolhida está num momento desses, vá até ela e diga baixo "tenho um aqui" ou "me diga qual você quer que vou rapidinho ali comprar", mas não esqueça de dizer "sabia que um dia aconteceria isso com você, é natural, não se preocupe", para não ocorrer mal entendidos. Lembre-se, apenas com um homem com muita sorte acontecerá isso. Dia 16 chega. Absorvente na bolsa e sensor de sexto sentido ligado. Uma leve dor descomunal aparece, mas não chega a ser motivo de preocupação. Dia 18, sensor de sexto sentido e capacidade sensível de saída ligados. Tudo isso acontece naturalmente e sem escândalos. Homem não se interessa e mulher não quer saber, já que tem, também, todo mês. Dia 18 passa e nada. Dia 19 termina sem nada. Dia 20 surge com umas coisas inchadas, mas termina bem. Dia 21, 22, 23, 24. Dia 25, dores significativas e sintomas mensais agindo no nosso corpo, é hoje, mas sem certezas. Estamos sentadas quando de repente o discreto primeiro aviso. É tão discreto que apenas com a ajuda do sexto sentido que temos a confirmação. Naturalidade, raiva, a corrente sanguínea poderia ter esperado o compromisso terminar, e determinação. Escudo colocado, um remédio para cólica se o estiver doendo muito e nada de fim. Um mês não passa sem mestruação, um mês passa esperando a próxima. Exagerei, mas em todo ciclo há um dia exagerado.

Comentários

Senti dor ao ler. Seria possível tomar anticoncepcional continuamente para evitar isso? Ou é prejudicial? Dizem que engorda, mas eu tomaria.

=D
Marcos
Lucas disse…
^^
Gostei das dicas hehehe
Bjaum Bella
Caio Timbó disse…
Oi!
eu sei bem como é isso tenho 3 irmãs.
ja comprei inumeras vezes absorventes para elas, sei o tipo preferido de cada uma.
adorei essas dicas, mas a primeira pega estranho pro cara... andar com absorvente no bolso( no caso na carteira ja que homem não usa bolsa)fica mal...
prefiro a segunda!
Alias ja estou acostumado com ela

bjo!!
Smiri disse…
Ser mulher... DIFÍCIL! Mas...
Tiago P. disse…
Se eu oferecer um absorvente pra guria no minimo ela va iachar que sou gay ou q sou anormal.

prefiro a segunda opcao d ir comprar pra ela. ^^
Lili disse…
ai nem me fale...minha menstruação é um caos...e tenho que mesmo que ficar prevendo...azar o meu não ser uma dessas mulheres de sorte...afemaria!

bjoooooo
Thiago Assis disse…
acabei de comentar em outro blog com o mesmo assunto e lá eu dizia q os hormonios femininos sao uma confusao só Oo


www.thiagogaru.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

Carta para o meu avô

tereza, não ames!

há de se ter um jeito