assassinato justo.

Meu relógio azul está funcionando. A bateria é nova, a pulseira nem manchada está. Os ponteiros circulam círculos circulamente iguais. É sempre o mesmo caminho; são sempre os mesmos números; mas, nunca, é a mesma coisa. Cada volta do ponteiro leva um minuto de vida. O tempo é calmo, não tem pressa. De segundo em segundo, ele vai te levando, te guiando sem deixar passadas na areia. Todo passo dado para frente é logo um passo apagado. O tempo não tem compaixão; não sente pena dos corações desorientados que acham a direção tarde demais. Tarde demais...não existe tarde demais para o tempo. Há sempre dias a serem desvendados. Horas a serem aproveitadas. Minutos, minutos, minutos, sessenta segundos. Segundos que não pesam bagagem, nem limitam passageiros. Abuse! Não tenha pena! Não use conceitos de economia! O tempo acaba com a sua vida. Acabe com a vida dele. Só não quebre o meu relógio azul.

Comentários

Lucas disse…
Mate o tempo antes que ele te mate e termine seu ato hehe pode deixar vou preseravr seu relógio azul...

Brigadão pelo selinho, pela lembrança pelas palavras...
bjxxx
Tempo, mano velho...
Já dizia uma boa música do PatoFu ;*
Isabelle,

O meu relógio é de bolso e à corda, verdade! Assim, o tempo, para mim, só existe quando eu, por livre vontade, saco o relógio do bolso e abro-lhe a tampa.
Quando desejo que o tempo pare por um "tempo" (hehe) é só eu deixar de dar-lhe corda.
O meu tempo, sou eu quem faço: meu relógio é de bolso e à corda, verdade!
Primeiramente os meus parabéns pelos selos, você merece e muito. Em cada trajetória que os ponteiros fazem eu queria ter uma máquina fotográfica para guardar os momentos vividos nesses intantes, minutos, segundos e milésimos.
*ReM* disse…
Gostei!


Bjo,

Renata.
Lili disse…
adoroo o jeito que escreve, acho que já disse isso né? =P

ahhh obrigada pelo selinhooo ameiii!!! =P posto no próximo post!

beijokasss
Tiago P. disse…
O tempo é bacana. Com quem acredita nisso.

E eu jamais quebraria seu relógio azul. Até pq é a cor do meu blog neh, eu adoro. hehehehehe.


Bjo
Isa disse…
Ameii fortaleza é muito bom ai,é é meio dificil imagina ai chovendo, de todos os dias que e fiquei ai nao choveu um dia!

Beijo
Carolzinha disse…
- Esse tempo que passa voando, e que leva-nos na mesma trajetória.

"O tempo acaba com a sua vida. Acabe com a vida dele. Só não quebre o meu relógio azul."
e por mera conhecidência, o meu relógio também é azul. ;P

Beijos ;*
Malú disse…
Ficou lindo o layout! Adorei o texto também. Meu relógio é todo riscado, consequência de muito uso. rsrs :)
Você dança também?! Ah, é tãao bom. Uma coisa que eu faço e que não largo por nada no mundo é meu Jazz.
Valeu pela visita e desculpe a demora pra voltar!
bjs
Princesa moderna disse…
ai o tempo...
há tanto para falar dele... acho que ele é o mestre da vida, digamos assim... Ele comanda tudo, apaga tristezas, cura corações machucados...
O problema é que nunca o aproveitamos como deveriamos...

arrasou! bjoo
Tua forma simples e lírica de discorrer as emoções que te envolve é tão sublime...tão glamouroso que o irreal te confundes!
Fazia um tempo que não aparecia aqui,mas como quero um raio de Sol ao amanhecer...te deixo um abraço e um humilde elogio.

Ps.:e o relógio roxo kd?

Beijos!

Postagens mais visitadas deste blog

tereza, não ames!

há de se ter um jeito

Carta para o meu avô