desregrado sentimento


Hoje, quem não acredita no amor, no mínimo, ou no máximo (escolha) torna-se uma pessoa quase. Quase feliz, quase completa, quase satisfeita, um quase alguém. É muita audácia minha afirmar isso, mas confesso, não sei, ao menos, o que é. Enfim, o que é amor? Não me pergunte, não sei. Talvez se tentar procurar no dicionário, ou em alguma enciclopédia conseguirá achar alguma definição abstrata demais para tentar exercitar. Na maioria das vezes, dizem que é um sentimento, mas pode ser também um substantivo, um adjetivo - querida, você é um amor-, um anagrama, um dos resultados de uma permutação de quatro letras diferentes. Bem, cansei de procurar, de ouvir gente reclamando que é difícil, de tentar descrever aqueles acontecimentos que te descontrolam emocionalmente e te deixam sorrindo até quando está dormindo. Vou criar o meu amor. Antes que me pergunte, ele não tem nome. É isso, meu amor não tem nome. Garanto que não vai precisar sair gritando o nome dele pelo mundo; ele é atencioso. O meu amor sem nome tem amigos. Para ser mais precisa, cinco amigos: a loucura, o carinho, o tempo, um coração e um cachorro. Já que nem tudo é só alegria, um cachorro para ficar do teu lado é uma boa forma de se sentir quase completo quando se tem uma crise de falta de atenção. O amor sem nome sabe cuidar, mas quando ele percebe que o coração está quase tendo um ataque, ele o leva para o hospital e o deixa lá até a melhora. Como o amor sem nome é meio chorão e não gosta de cheiro de hospital, o cachorro que vai ficar lá com o coração - num te disse que um cachorro era essencial! O tempo é responsável pelas horas dos beijos, pelos acontecimentos inesquecíveis, pelos aniversários e por todo tipo de compromisso romântico. No entanto, tem um problema: o tempo não é obediente. Ele não segue o sentido horário do relógio e, vez ou outra, ele pára e dura o tempo que quiser ou o tempo que o amor sem nome, seu grande amigo, desejar. Desculpa, mas vou ter que parar por aqui. Esse tal de amor sem nome está querendo fazer um pedido:
-Loucura peço-lhe que peça para o tempo dar uma paradinha porque quero cuidar de algum coração. É pedir muito?
A loucura diz:
-Só se me prometer ficar louco.
-Já sou.

.

*achado nos escombros de uma caixa de papelão velha nos meus extintos cadernos do colégio; aconselho: só acreditar se entender e quiser.

Comentários

bozo. disse…
como diria a música "eu acredito em algo chamado amor" e agora tem um motivo, não quero ser um 'quase'.
muuuito bom. :D
beeijo maluca. ;*
Lucas disse…
Ainnn,
Você é muito inteligente, mostra que lê bastante, mas, esse post tem algo epecial, alêm da inteligencia você usouo coração hehe definiu seu próprio amor... amor sem nome hehe...
amei essa parte:
"Para ser mais precisa, cinco amigos: a loucura, o carinho, o tempo, um coração e um cachorro. "

e a descrissão de cada um hehe perfeito o amor não existe sem os 5...

ebaaa

bjxxx
m.milena :) disse…
ô bel, que lindoooooooooo *.*
kaito_ disse…
Taí pessoa! Tu não tinha me dito q não sabia escrever sobre isso? Se isso não é saber escrever, então Bellzita, eu tô akbada XD~
Adorei tbm a parte dos 5 amigos e "Não te disse que um cachorro era essencial!" Locura esperta essa não?
Mas não é assim o coração de td amor? Louco?
Bjaum***
.Gaby. disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
.Gaby. disse…
Eu tou simplesmente passada com esse texto lindu! Pára tuuudo! perfeito demais! Sou sua fã, somente!
BJimM Bel Star!
fabiana disse…
Meu amor tem nome: se chama Griffin, o cachorro do meu irmão que ficou em Washington. Ele é a coisa mais fofa e carinhosa do mundo!
(seu post merecia um comentário mais nobre, mas me lembrou dele - e deu uma saudade...)
fabiana disse…
por sinal, te adicionei no meu blog, gosto dos seus textos.
Bjs!
Smiri disse…
Definir o amor...
cara, isso me deu idéia para um próximo texto! rsrs

;***
m.Leal disse…
..como seeempre, telepáticamente, você escreveu um texto com o mesmo assunto que vou escrever o meu..e por sinal, eu AMEI! como todos os outros né sua louca?

eeeeeu sim, sou fã nº 1! ;@
Lucian Dolor disse…
Mais uma vez você prova que é realmente uma boa escolha acompanhar seus feeds.

Você é bastante culta e divertida. Gostei dos cinco amigos do amor sem nome.

Postagens mais visitadas deste blog

tereza, não ames!

há de se ter um jeito

Carta para o meu avô