6.Teoria quase certa

"Eduardo, você anda lendo esse livro? Eduardo, estou falando com você!", "Estou dormindo, mãe.", "Você nunca leu esse livro que seu pai e eu lhe demos no ano passado", "Que livro, mãe? O livro que a senhora está perguntando, pegaram emprestado", "Pois já lhe devolveram e você não está se lembrando." "O livro está aí??", "Eduardo, Eduardo...está na hora de acordar, já são meio-dia"
Eduardo levantou-se da cama. Ao colocar os pés no chão, sentiu um papelzinho grudar no seus dedos.
Quanto papel espalhado...sei que não posso falar, mas acho que minha mãe está ficando louca. Está aqui escrito que o livro está emprestado e que a pessoa que pegou só vai devolver, hoje.
Mais um pedaço madeira amarrado num papel cai de algum lugar do céu, na varanda.
Agora está chovendo papel, é? Só falta ser alguém avisando que vai pegar meu quarto emprestado e só vai devolver quando quiser!
.
obrigada pelo livro.
coloquei em cima da mesa.
.
Como assim colocou em cima da mesa? Será que, quando ele veio deixar, eu ainda estava dormindo e mamãe deixou ele vim colocar o livro no lugar? Deve ter sido. A minha teoria que diz que tem alguém no terceiro andar está quase certa. Para está certa, preciso prová-la e vou fazer isso hoje.Galileu quase morreu quando disse que a terra girava em torno do sol (gosto das aulas de ciências); será que a velha Zalu vai me proibir de brincar no quintal dela pelo fato de eu ter ido dar uma vasculhada no terceiro andar sem a sua permissão? É só não fazer barulho, nem bagunça e não deixar o estranho do meu irmão me ver subindo; caso isso aconteça, vou ser chantageado até vê-lo fazendo alguma coisa errada; e isso é quase impossível.
"Eduardo, vai brincar agora?", "Não, mãe. Vou ficar sentando na escada esperando o almoço ficar pronto, certo?", "Não vá aprontar, Eduardo!".
Até o terceiro andar são onze degraus. Nenhum barulho, nenhum irmão por perto. E outra, não é errado subir no andar dos outros; nunca ninguém me disse isso; sei que não pode entrar na casa dos outros sem bater na porta. O terceiro andar não tem porta. Sai daqui, gato nojento! Será que a velha Zalu está criando gatos no andar acima do meu? Não é possível! Se eu colocar veneno dentro de um pote de leite e colocar para eles beber...não posso fazer; ficaria de castigo por tempo indeterminado e ainda seria chamado de assassino e poderia ser preso! Como foi Deus que criou os animais, da próxima vez que for para a missa, vou pedir para o ajudante do padre ( o padre não é muito simpático com as crianças) pedir para ele transformar os gatos em formigas. Formigas são melhores que gatos. Um, dois...onze degraus. A velha Zalu uma vez me disse que eu tinha que cuidar da casa que eu morava, mas eu disse pra ela que a casa é muito grande e perguntei se podia cuidar da escada. Contaria sempre que subisse ou descesse os trinte e três degraus e se algum fosse tirado do lugar avisaria urgentemente para ela.
Eduardo subiu os onze degraus e se deparou com um corredor pequeno cheio de folhas e cheiro de gato. Ele sabia de onde vinham as folhas - era da enorme árvore que ficava em frente da casa - e os gatos, ele tinha quase certeza que era coisa do gato bigodudo da velha Zalu. O gato deve ter comunicado para os amigos gatos que ele não gostava de gatos e que, quando pudessem, dessem uma passada pela casa dele. Eduardo foi até a porta. Bateu uma vez, duas, três...na quarta, desistiu. Ele até pensou que a pessoa que estava por trás da porta fosse surda, mas ele preferiu acreditar que não havia ninguém ali. Mas quem pegou o livro emprestado? E da onde veio os pedaços de papel? Eduardo tentou mais uma vez, mas ao invés de bater, falou pelo espaço que tem embaixo da porta.
"Tem alguém aí? Meu nome é Eduardo e moro no segundo andar. Você está sozinho? Quer que eu brinque com você? Não, melhor! Quer ir almoçar lá em casa? O arroz da mamãe é o melhor do mundo. Bem, eu não conheço o mundo todo, mas o melhor arroz é o dela. Você não quer falar, não é?" Não tem ninguém aqui..."Eduardo, venha pra casa! O almoço já está na mesa há muito tempo!", "Estou indo, mãe."
Eduardo já estava descendo a escada, quando viu um papel saindo por debaixo da porta.
.
venha aqui mais tarde.
se não puder sair de casa,
fique na varanda...vou lhe
ensinar uma forma de subir
até aqui.
.
MINHA TEORIA ESTÁ CERTA!
.
7. [...]

Comentários

Amanda disse…
já pensou em escrever um livro mana? aaamo
m.milena :) disse…
ca ra ca! esse foi o mais "roxedo", aheiuehe show mesmo, belzita! quero sbaer logo quem é esse vizinho doido que nunca aparece! nemm, ele é estranho E MAL EDUCADO, nem abriu a pota pro edu! Oo
Lucas disse…
"Como foi Deus que criou os animais, da próxima vez que for para a missa, vou pedir para o ajudante do padre ( o padre não é muito simpático com as crianças) pedir para ele transformar os gatos em formigas. Formigas são melhores que gatos."
KKKKK só quem talento poderia escrever isso hehe brigado por me fazer rir hehe

To muito Feliz!!! Quando escrevi meu ultimo post pensei se eu fizer apenas uma pessoa entender o sentido dele e disser palavras boas pras pessoas ao redor quer dizer que nada é mesmo em vão...
brigado de coração =] prometo nunca desobedecer meu Pai...

bjxxx
Feliz Natal... regado de amor e quem sabe muito chocolate!
May C. disse…
por favor bebelle, me diz que esses são os primeiros capítulos da tua primeira publicação, diz que sim (...) tô amando!
Anônimo disse…
É menina, não 'pense' em escrever um livro, vc. já está fazendo isso e muito bem. Desde o início eu desconfiei que havia alguém morando no terceiro andar... mas quem? Quem será???? O Edurardo é um menino muito corajoso, viu?! Se fosse eu pensaria: "lá vem você com suas teorias malucas. Esquece isso, viu?! Quer ir parar num hospício mesmo não é?! Fica quieta, esquece e segue, porque 'quando o mistério é muito grande a gente não ousa... vc. sabe a curiosidade matou o gato."

EXCELENTE!

Isabella.
letícia akemi disse…
certo estou muito curiosa. gostei ^^

Postagens mais visitadas deste blog

Carta para o meu avô

tereza, não ames!

há de se ter um jeito