3. Uma noite sem sono

Não estou com sono. Ao invés de gritar, hoje, vou até a casa do Senhor Neo pedir para ele tocar algo diferente.
"Senhor, Neo!", "Entre, Eduardo. Já estava na janela esperando o seu grito.", "Preferi vim aqui lhe desejar uma boa noite e... toca algo naquele seu instrumento que eu não sei o nome?" "Bandolim, Eduardo.", "Bandolim? Nunca escutei um bandolim.", "Só se você não se importar com os erros...há muito que não toco. Quer dizer, sei muito pouco de bandolim." "Tudo bem, Senhor Neo, também não entendo de bandolim.", "Então, suba, abra a janela e dê três pisadas fortes no chão...começarei a tocar. "Amanhã, lhe conto meu sonho, Senhor Neo." "Mesmo dormindo, Eduardo, fique atento. A noite é um mistério e só quem a desafia...", "Desafiar a noite? Tenho medo do escuro!", " Basta, ficar atento, pequeno..."
Senhor Neo é muito confuso, às vezes. Como eu vou dormir e ficar atento ao mesmo tempo? Não consigo dormir só com um olho fechado e não tenho dinheiro para comprar aquelas coisas que apitam quando algo chega perto.
Eduardo bateu três fortes vezes no chão e, logo em seguida, Senhor Neo começou a tocar o seu bandolim. Vestiu o pijama, deitou na cama e se enrolou todo, menos os pés; não gostava de dormir com os pés enrolados, preferia sentir o frio da noite e seria mais fácil para os fantasmas puxar os pés dele. Senhor Neo tocou várias músicas, e no final, trocou o bandolim pela flauta. Eduardo percebeu a troca; preferia o bandolim. E, quando a música parou...
Estou sem sono! A música já parou e ainda estou acordado. Isso não é nada bom; significa que algo pode acontecer comigo... Dorme, Eduardo, dorme, por favor. Papai já trancou a porta de casa e não ia gostar de me ver passando pela escada durante a noite e ainda indo pertubar o vizinho. E se eu meditasse? Uma vez li que ao meditar a pessoa se desliga do mundo. Para mim, se desligar do mundo é dormir. Como é que medita? Senta, cruza as pernas, põe as mãos nos joelhos, fecha os olhos...dormir de pernas cruzadas? Não, melhor inventar outra coisa. Lua cheia! Lua cheia significa vampiros voando pelo céu e chupando o sangue de crianças que estão acordadas. Eu sou uma criança e estou acordada e não tem alho no meu quarto. Se o vampiro aparecer, eu digo que comi arroz de alho, macarrão com alho e bombom de alho e fui pra missa...deve funcionar do mesmo jeito, afinal, se eu comi tudo isso, meu sangue está um verdadeiro suco de alho vermelho.
Um pingo d'água caiu do teto e se esparramou no chão perto da cama de Eduardo.
Goteira no meu quarto? Não está nem chovendo. Será que a encanação estourou? Meu pai diz que quando a encanação estoura, molha tudo. Já está molhando o chão do meu quarto. Não, não deve ser isso...Se não está chovendo, a encanação não estorou...TEM ALGUÉM LÁ NO TERCEIRO ANDAR. Tem alguém no terceiro andar, tem alguém no terceiro andar. Se eu for até a varanda e a pessoa estiver lá? TEM ALGUÉM NO TERCEIRO ANDAR, mas, amanhã, eu vejo isso...
Eduardo dormiu desenrolado, com as mãos na cabeça e olhando para cima.
.
4. Barulho na escada

Comentários

bozo. disse…
e tem alguém no terceiro andar????
=x continua. =D
Thata disse…
Nossa, quero saber o se realmente tem alguém no terceiro andar.

Como ele é calmo, foi dormir para no outro dia observar o que o incomodava no terceiro andar.

Vou acompanhar atenta a história, estou adorando...

mesapracinco.blogspot.com
Anônimo disse…
Nossa, eu tô amando isso!!!! kkkk
Amei a parte de dormir com os pés para fora do lençol e os motivos kkkkkkkkkkkk são os mesmos que os meus, só que ao contrário, só durmo de meia e os pés quase amarrados nos lençois, pra dificultar a investida dos fantasmas kkkkkkkkk

Não pára não. Continua e ao terminar, manda para uma editora, viu?! Vc. tem talento.

Tô lendo e voltarei para os próximos capítulos.

Isabella.

Postagens mais visitadas deste blog

tereza, não ames!

há de se ter um jeito

Carta para o meu avô