Não estava nos planos ficarem sozinhos. Os amigos se afastaram e eles nem perceberam. Ela, com a cabeça apoiada no ombro dele, falava coisas sem importância. Ele até respondia, mas preferia sorrir a cada conclusão que ela tirava. Ela, com a intimidade de uma amiga de infância, brincava com a mão dele, dobrando-lhe os dedos calmamente. Ele, para assustá-la, agarrava sua mão com força e ameaçava não soltar mais nunca. Ela, logo, soltava um grito de raiva que terminava com as mãos entrelaçadas, comprovando que aquelas mãos se conheciam desde muito tempo. O vento estava forte e a deixava assanhada. Os cabelos grudavam na cara e ele cuidava rapidamente de espantá-los. Ela ria. Ele resmungava, esses teus cabelos!

A brincadeira das mãos começava mais uma vez. Só que agora, ele a comandava. A mão dela parecia um mapa que ele sem pressa alguma tentava se achar. Tentou, mas não achou. Ela inconscientemente entendera o que ele buscava com tanto afinco. Ela sabia onde estava. Sentados no chão, de pernas cruzadas, estavam eles. Ela, com a segurança que ele lhe transmitia, segurou a mão dele. Os dedos se encaixaram. Assustado, ele apertou com força sua mão. Ela, sem palavra alguma, dissera onde estava o que ele procurava (ele se procurava). Ele estava na mão toda. Por fingir desconhecer sua importância, achava improvável ser tanta coisa para ela. Ela o amava. Ele a amava. E assim ficaram, de mãos dadas, tendo como apoio o joelho dele. Ela o olhou e sorriu um sorriso tímido. Mas como é possível, eles se conhecem tanto! Ela ainda conseguiu ser tímida mesmo depois de tantos anos. Nessa hora, ele que permanecia olhando para baixo, a encarou. Eles se amavam.

-Isabelle Cristhinne

Comentários

Karine disse…
caramba, que lindo!
prometo que vou ler teu texto no jornal sempre!

amo muito e por isso estou gorda lálálá :x
Mayara Cristine disse…
prefiro não comentar esse texto :x

tocou na ferida! uheuehe
bozo. disse…
esse tá sensacional. =D
gostei.

beijo maluca ;*
Camilla disse…
Me deu saudade do meu... bom, não sei bem o que ele é meu, mas deu saudade haha

Beijos Bel!!
Sweet Girl ჱܓ disse…
Eu vivi tantos momentos assim com meu amigo, só que tipo não dava em nada ¬¬ dái agora eu não tô nem mais aí pra ele (a projeção acabou)ele tá afinzásso ¬¬

* 1ª coisa: você já tá cadastrada no "My flash fetish" ( o site do ipod) ?
se não,vá lá em cima no canto direito e click em "sign Up!" e responda as paradinhas de cadastro. depois disso, faça a lista, pá.. e aperte o botão verde "save (get code)". se aparecer de cara, uma lista com vários tipos de site, você vai ver que dentre eles tem o "Blogger", você clica. logo vai aparecer "blogger username", lá coloque o email que voce usa pra entrar no blog e em baixo a senha que vc usa pra entrar no blog e no 3º espaço o nome da sua play list. Agora, se antes de aparecer a lista completa de tipos de site aparecer apenas alguns, você vai perceber que vai ter um link grande mais ou menos "Click here...", (alguma coisa assim), vc clica e vai abrir a lista completa inclusive com a opção "Blogger". Daí você faz tudo igual como o da 1ª opção.

Veja aí se você entendi, eu não sou muito boa de explicar.. ;x
sihdaiusdhiashdiuad

Beijoss ;*
Avilla Filho disse…
Minha nossa x.x
você conseguiu traduzir em palavra um momento que possivelmente todos passam, salvo algumas leves alterações e deixou o final completamente aberto, uma amizade com amor incubado que culminou numa linda relação de amor eterno? Talvez.
Eu não tenho palavras.

Postagens mais visitadas deste blog

tereza, não ames!

há de se ter um jeito

Carta para o meu avô