Centésima segunda postagem. Muitas, para um blog que, ao ser criado, almejava conseguir completar, pelo menos, um mês de existência. Hoje, já são quatro meses de muitas palavras, sentimentos, cachorros e opiniões.
O Torto, fazendo jus ao seu nome, não tem uma só linha de racioncínio. E o coitado, nem se quisesse e tivesse muita boa vontade, consegueria acompanhar e comportar tudo que é de coisa que eu vejo e, logo, traduzo em palavras. Muitas vezes, palavras que ficam só na cabeça, consumindo meu tempo, se maturando por um tempo, até serem esquecidas com uma simples conversa com alguém que apareceu de repente. . Então, depois de tantas cenas vistas e exploradas, venho encarar o Chapéu. Um turbilhão de idéias me aparece e me deixa louca! São tantas, que no final das contas, não é nenhuma. Fecho o chapéu e vou dormir, já que, quase sempre, venho aqui antes de ir dormir.

Vendo o passado deste que tanto que me alegra, leio novamente os textos que mais foram comentados.



Não que esses sejam os meus preferidos. São. Apenas, não são 'os preferidos entre todos'. O fato de terem sido os mais comentados não os tornam, para mim, os que mais me deram satisfação ao serem lidos após concluídos.

Mas fica aí a um pouco do pretérito do Chapéu.


Thais, não coloco título nos textos, porque, simplesmente, não penso neles. Colocar título é algo que me intriga, pelo fato de ser a primeira coisa a ser lida, podendo, ou não, causar um impressão indesejada. Então, prefiro não colocar. :)

Comentários

bozo. disse…
102 postagens e eu li todos. =D
Milena disse…
eu li a maioria!
Avilla Filho disse…
Mais umas vez, os homens mostram que os difere dos outros animais, seu cerebro super desenvolvido capaz de raciocinar, é o que nos torna inferior a eles.
Não conseguimos ver que essa coisa que nós nos julgamos superior, a natureza e esse pálido ponto azul no universo, são necessários para a nossa existência.

Postagens mais visitadas deste blog

Carta para o meu avô

tereza, não ames!

há de se ter um jeito